Quem Somos

CrediTal é um site exclusivo Andreia Rodrigues & Nádia Madureira, Lda que está registada no Banco de Portugal como Intermediário de crédito vinculado com o nº 0002472.

Frisamos que qualquer contacto que pretenda fazer no seguimento do seu pedido, deve ser feito para os seguintes contactos:

  • Telefone: +351 916 960 901 ;
  • E-mail: marcocanaveses@dsicredito.pt;
  • Morada: Avenida Avelino Ferreira Torres, n.º 1500, 4630-201 Marco de Canaveses;
  • Membros do órgão de administração: Andreia Filipa Guedes Rodrigues e Nádia Filipa Teixeira Madureira.

Mais informamos que a informação completa relativa ao intermediário financeiro, aos termos e condições se encontram descritos nos pontos I e II abaixo.

I - Intermediação de crédito

A) Conceito de intermediário de crédito

O intermediário de crédito é a pessoa, singular ou coletiva, que participa no processo de concessão de crédito:

  • Apresentando ou propondo contratos de crédito a consumidores;
  • Prestando assistência a consumidores nos atos preparatórios de contratos de crédito mesmo que não tenham sido apresentados ou propostos por si;
  • Celebrando contratos de crédito com consumidores em nome das instituições mutuantes;
  • Prestando serviços de consultoria, através da emissão de recomendações personalizadas sobre contratos de crédito.

O intermediário de crédito não está autorizado a conceder crédito, nem a intervir na comercialização de outros produtos ou serviços bancários, como, por exemplo, depósitos a prazo ou serviços de pagamento.

B) Conceito de intermediário de crédito vinculado

Um intermediário de crédito vinculado é uma pessoa singular ou coletiva que atua como intermediário de crédito em nome e sob a responsabilidade total e incondicional do mutuante ou de vários mutuantes com quem tenha celebrado contrato de vinculação.

O intermediário de crédito pode celebrar o contrato de vinculação com um ou vários mutuantes, neste caso se, no seu conjunto, estes mutuantes não representarem a maioria do mercado.

Os intermediários de crédito vinculados não podem receber ou entregar quaisquer valores relacionados com a formação, a execução e o cumprimento antecipado dos contratos de crédito.

Os intermediários de crédito vinculados apenas são remunerados pelos mutuantes, não podendo receber quaisquer valores dos consumidores, designadamente a título de retribuição, comissão ou despesa.

C) Serviços de intermediação de crédito

  • Apresentação ou proposta de contratos de crédito a consumidores;
  • Assistência a consumidores, mediante a realização de atos preparatórios ou de outros trabalhos de gestão pré-contratual relativamente a contratos de crédito que não tenham sido por si apresentados ou propostos;
  • Celebração de contratos de crédito com consumidores em nome dos mutuantes.

D) Contratos de crédito abrangidos

  • Crédito à habitação
  • Crédito aos consumidores
  • O intermediário de crédito presta ainda serviços de consultoria.

E) Parceiros com contrato de vinculação (em regime de não exclusividade)

Na sua qualidade de intermediário de crédito vinculado, o intermediário de crédito (IC) mantém contrato de vinculação sem regime de exclusividade com as seguintes entidades como indicado no registo do Banco de Portugal:

  1. BANCO CTT, SA
  2. BANCO SANTANDER TOTTA, SA
  3. UNICRE - INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA
  4. CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, SA
  5. BANCO BPI, SA
  6. BANCO PRIMUS, SA
  7. NOVO BANCO, SA
  8. COFIDIS
  9. BANCO BIC PORTUGUÊS, SA
  10. BNI - BANCO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAL (EUROPA), SA
  11. BANKINTER, SA - SUCURSAL EM PORTUGAL

F) Supervisão e registo junto do Banco de Portugal

A atuação do IC está sujeita à supervisão do Banco de Portugal e, na sua atuação, é-lhe vedado receber ou entregar quaisquer valores relacionados com a formação, a execução e o cumprimento antecipado dos contratos de crédito, nos termos e para os efeitos do artigo 46º do Decreto-Lei nº 81-C/2017.

G) Seguro de responsabilidade civil

O Seguro de Responsabilidade Civil “Crédito aos consumidores” e “Crédito à habitação” é assegurado pela Hiscox S.A. – Sucursal em Portugal com as apólices nº 2513699 (26/11/2022) / 2513700 (26/11/2022).

H) Mecanismos de resolução de litígios

  1. Reclamação junto do Banco de Portugal;
  2. Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo (CNIACC):
  3. Centro de Informação de Consumo e Arbitragem de Porto (CICAP);
  4. Recurso aos meios comuns (Tribunais).
CrediTal
PEDIR JÁ

Grátis e sem compromisso